Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Zé Pedro...

 

Silêncio...

Silencioso ruído do calar das melodias, de gerações de nós, de mim, de todos.

Morreu o Zé Pedro...

Morreu uma parte dos Xutos e Pontapés, uma parte da música Portuguesa.

Não quero mais ouvir música ou melhor quero ouvi-la todos os dias, não quero mais escrever, nesta tristeza que invade alguém como eu, que cresci com ele...

Com eles.

A tristeza que deixo nestas linhas, curtas mas sinceras, nada mais é do que uma sentida homenagem, a alguém que acompanhou a minha adolescência, a minha juventude, a minha vida, através dos acordes da sua guitarra, das intemporais melodias que amarraram tantas e tantas vidas.

Partiu o Zé Pedro mas sobrou a lenda...

Essa imortal lenda de um extraordinário talento.

E um talento assim, é eterno. 

 

Filipe Vaz Correia

6 comentários

Comentar post