Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Odiar...

 

 

 

Silenciosamente;

Se vê pelo caminho,

Indiscretamente,

Um sopro levezinho,

Insistentemente,

Vai segredando baixinho,

Levemente,

Contando devagarinho,

Ardentemente,

A dor de um tontinho,

Que estupidamente,

Vai gritando sozinho,

O ódio guardado na sua mente...

 

Odiar;

Odiando,

Adiando,

Essa parte humana,

Que nos torna,

Pessoa...

 

Uma imagem no espelho;

Espelhando a diferença,

Ignorando o conselho,

De uma nova esperança,

Num mundo melhor.

 

 

 

Triste Alma A Tua!

 

 

 

Se odiar;

Te ocupa um lugar,

Nesse viver, desesperar,

Pelo eterno desencontrar,

Dessas fantasias por realizar,

Sem ninguém para responsabilizar...

 

Se em cada singelo lugar;

Encontras no espelho esse luar,

Que te indica o definhar,

Onde escolheste pernoitar....

 

Se assim te irás ocupar;

Eternamente a enfadar,

Ou simplesmente desperdiçar,

O tempo que te irá restar,

Para da vida desfrutar....

 

Se nada mais te restar;

Então...

 

Que triste alma;

A tua.