Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Salgada Poesia...

 

 

 

As ondas do mar;

Vão chegando levemente,

Vão regressando sem parar,

Contando discretamente,

As novas a flutuar,

Flutuando incessantemente,

Como lágrimas a dançar,

Neste rosto que desesperadamente,

Vai tentando disfarçar,

A mágoa que sente,

O triste coração.

 

As ondas deste mar;

São só minhas,

No ausente entrelaçar,

Do meu destino.