Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Quantos Mundos Habitam a Minha Alma?

 

Tenho vozes dentro de mim;

Personagens a gritar,

Mundos sem fim,

Aventuras a desbravar,

A minha intensa imaginação...

 

Tenho dores que desconheço;

Angustias que não me pertencem,

Tristezas em que esmoreço,

Mágoas que não esquecem,

O desconexo desconhecimento, meu...

 

Tenho amigos imaginários;

Viagens nunca feitas,

Caminhantes, templários,

Sensações imperfeitas,

Caminhos extraordinários...

 

E escrevinhando sem parar;

Gritando sem gritar,

Libertando sem soltar,

Permito-me sonhar...

 

Sonhando com esses mundos;

Que polvilham,

A minha alma.

 

 

 

1 comentário

Comentar post