Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

PS Porto: Os Lugares da Discórdia!

 

Rui Moreira veio pôr no seu devido lugar, o monstro Socialista que através das palavras da Secretária Geral Adjunta, Ana Catarina Mendes, ameaçava a independência da equipa do atual Presidente da Câmara Municipal do Porto.

As entrevistas de Ana Catarina Mendes ao Expresso e depois ao Observador revelam tiques autoritários, quase Socráticos, mas acima de tudo revelam idiotice e impreparação estratégica, ou se calhar, representam o poder dos boys dentro dos partidos políticos.

Vejamos, as eleições aproximam-se e os lugares habituais a ser preenchidos em vereações e afins, estavam por designar e o pânico deve ter-se instalado dentro da concelhia Socialista do Porto, tentando pressionar Rui Moreira através das palavras de Ana Catarina Mendes...

Saiu-lhes o tiro pela culatra.

A política de a melhor pessoa para o melhor cargo, que empreende Rui Moreira, é uma das bases da sua autoridade moral junto dos seus eleitores e esta atitude vem apenas reforça-lo, afastando a ideia que se começava a criar de estar aprisionado aos interesses desse PS Porto, amorfo e caciquista...

Mas a estupidez é maior pois o PS Porto resolve então, visto que Rui Moreira os encostou à parede com a sua resposta pública, avançar rumo ao abismo da incongruência, da contradição e avançar com a candidatura de Manuel Pizarro, para enfim enfrentar a derrota mas preservar com alguns votos, as vereações que assim lhes poderão garantir o que a competência não lhes garantiria, na lista de Rui Moreira.

Agora uma pergunta me deixa curioso...

Como explicarão os Socialistas aos eleitores, a razão para até agora apoiarem Rui Moreira, sendo que diziam eles Partido Socialista, o actual Presidente da Câmara Municipal do Porto era a melhor pessoa para gerir a Autarquia, elogiando vezes sem conta, o seu fantástico trabalho...

Estou certo que as pessoas se perguntarão:

O que mudou para o PS Porto?

Os lugares meus amigos, apenas isso...

A luta pelos seus preciosos lugares!

 

 

Filipe Vaz Correia