Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Os Leõezinhos Que Não Desistem...

 

Este fim de semana, assistimos todos, a uma das melhores exibições do Sporting esta época, com maior frescura física, maior compromisso entre os seus jogadores e acima de tudo, com uma maior capacidade de surpreender na sua zona de finalização.

Este Sporting, de sábado, correu mais, desestabilizou mais, pressionou mais, acreditou muito mais...

Para isto, muito contribuiu a entrada na equipa de Podence e Matheus, dois meninos, craques, que trazem consigo, além da qualidade, uma constante procura de espaços, de soluções, de criatividade, desconstruindo a expectativa que o adversário teria, daquilo que naquele campo, poderia acontecer.

É sempre possível esperar destes dois meninos, desequilibro, soluções inesperadas, imaginativas, aliando isso a uma inquietude própria da sua tenra idade, mas também da vontade maior do sonho prestes a cumprir...

O sonho de jogarem pela equipa do seu coração.

Jesus acorreu logo a dizer, que os jovens precisam de tempo, necessitam de compreender o jogo e a sua vertente tática, que não se ganha apenas com a formação, ou seja as mesmas imbecilidades de sempre, e que não sendo todas elas, mentira, certamente desmotivam aqueles que ali dentro do relvado, em alguns casos com mais de uma década de clube, cumprem enfim o seu sonho de jogar pelo seu Sporting.

Independentemente de tudo o que Jesus possa achar, quem viu este jogo entende, o que podem trazer à equipa este meninos, cheios de talento e vontade.

E mais...

O que dizer de Xico Geraldes?

Cinco minutos em campo, nessa suposta oportunidade, dada pelo seu treinador...

E em cinco minutos sem nunca se esconder da bola, sem nunca temer mexer com o jogo, tira um penálti, numa movimentação impossível para alguns pagos a peso de ouro, mas que na ausente vontade com que jogam, jamais poderiam chegar àquela jogada, com a mesma vontade, crença, leitura de jogo...

Cinco minutos chegaram para rodopiar sobre a bola, para levantar a cabeça e enfim dizer que estava ali, um pequeno, grande jogador.

Terá o cérebro percebido o alcance do talento destes jovens?

Tenho dúvidas, infelizmente...

E Iuri, será que o viram jogar, neste fim de semana?

Será que jesus acha que tem qualidade?

Espero que estes leõezinhos continuem a acreditar que é possível, mesmo que lhes digam que não, que não irão superar estas dificuldades, impostas por aqueles que os deveriam motivar, fazendo-lhes crer que serão eles o futuro...

Porque com tamanho talento, serão mesmo o futuro.

 

 

Filipe Vaz Correia