Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Os Espinhos De Um Amor Despedaçado!

 

 

 

Os espinhos no caminho;

Cravejados nesta alma,

Vão espetando devagarinho,

E arrancando essa parte de mim,

Que de mansinho,

Vai desaparecendo...

 

Os espinhos bem escondidos;

Arrancando a saudade,

Despedaçando destemidos,

A imensa vontade,

De acreditar...

 

Os espinhos aqui descritos;

Aprisionaram os infinitos,

Sentimentos proscritos,

De um amor despedaçado.