Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

O Derby dos Derbys!

 

Chegou o Derby...

O jogo dos encantos, dos desmesurados desejos, dos ódios acirrados, dos mais impregnados sonhos.

O Sporting-Benfica movimenta as gentes e as almas, a terra e os céus, este País à beira mar plantado e o mundo onde tantos e tantos Portugueses se espalham, reunindo-se nos quatro cantos desse globo, no preciso momento em que o apito se fizer ouvir e a bola começar a rolar...

As camisolas listadas, de um verde esperança, num José de Alvalade cheio, gritando sem parar o amor intemporal que une aqueles que ali se encontram.

Pais e filhos, amigos e amigas, irmãos e irmãs, desconhecidos e conhecidos, não importa, todos partilharão os abraços na alegria, as lágrimas na tristeza nesse celebrar cristão, mais verdadeiro, do que muitos casamentos...

Nesse partilhar de golos e angústias, se reservará a rivalidade eterna que faz deste Derby, o mais emocionante dos emocionantes.

Naquele instante, não importa quem será campeão, quem à partida estará derrotado, quem cabisbaixo entrará para o jogo...

Pois a magia que o envolve, envolvendo cada um dos que ali se encontram, jogadores, treinadores, apanha bolas, adeptos, se encarregará de transformar este jogo numa luta igual, sempre igual, entre dois rivais que o sempre serão.

Neste destino comum, importa calar as barbaridades e dar voz aos incentivos, fazer jus à beleza única, daquele sagrado momento.

Tudo se esquecerá naqueles noventa minutos, tudo deixará de ser importante em cada um daqueles remates, que se transformarão na voz dos seus adeptos, no seu imenso desejo de ganhar...

E depois do jogo terminar, com a vitória do meu querido Sporting, todos opinarão, muitos se queixarão num frenesim constante e inebriante, que acenderá a centelha da discussão.

Pois Derby como este, não há mais nenhum...

O Derby dos Derbys!

 

 

Filipe Vaz Correia

 

 

1 comentário

Comentar post