Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

O cuspo do Presidente Bruno...

 

Quando esta noite, peguei no meu computador para escrever este post, tinha em mente refletir sobre outro assunto que considerava absolutamente pertinente, dada a conjuntura actual neste mundo em que vivemos, porém deparei-me com algo que não esperava...

Uma tragédia de proporções inimagináveis, de tal maneira que todos os jornais, televisões e redes sociais, comentadores e palpitadores de todos os quadrantes desportivos em Portugal, gastaram horas intermináveis a decifrar este assunto:

O cuspo do Presidente Bruno!

Não consegui, diante da importância do momento, ficar de fora desta tão motivante discussão...

Depois de muito ouvir, que o Bruno cuspiu, que com aquela densidade não poderia ser fumo mas sim cuspo, que Bruno de Carvalho batia os pés numa demonstração de nervosismo, que havia orquestrado uma armadilha contra aquele mui nobre e gentil idoso que preside o Arouca, o Sr. Carlos Pinho...

Depois de tudo isto, tento aqui analisar apenas o que vi, naquelas imagens que incessantemente não param de passar:

Bruno de Carvalho provocou Carlos Pinho?

Não me parece!

Bruno de Carvalho percorre o túnel que o levaria até ao balneário do Arouca para tentar confrontar o presidente desta equipa?

Não! É o oposto, o que as imagens demonstram.

Era Bruno de Carvalho quem saltitava, gritando por reforços, numa histérica investida contra o segurança que tentou acalmá-lo?

Também não!

Analisemos, então, o momento do pecado:

O cuspo...

Será possível que depois de cuspido pelo Presidente do Sporting, o Sr. Pinho não tenha tentado limpar o seu rosto? Estranho...

Mais...

Se Bruno de Carvalho cuspiu no Presidente do Arouca porque razão, o filho do dito Sr. Carlos Pinho, nada tenha dito naquela conferência de imprensa em Alvalade, após os incidentes?

Esqueceu-se de falar que o Presidente do Sporting cuspira em cima do seu Pai?

Mentiroso ou um filho pouco atencioso?

Vejamos:

Bruno de Carvalho é por vezes mal educado, truculento, conflituoso, mesmo agressivo, excede-se vezes sem conta, em momentos que provavelmente exigiriam outra maneira de estar, outra postura mas isso não faz dele culpado de todos os crimes que lhe queiram imputar.

Bruno de Carvalho não cuspiu no Sr. Carlos Pinho.

Não foi o Presidente do Sporting que provocou este lamentável episódio.

Se respondeu? Bem, quem não sente não é filho de boa gente e a resposta que me pareça, não teve nem os saltos, nem os saltitos, nem o espalhafato que se vê naquele senhor de idade, naquelas exaustivas imagens do Estádio de Alvalade.

Assim, depois de tantas horas, é com imensa pena que vos digo:

Meus caros, afinal não há cuspo, apenas estupidez...

Muita estupidez!

 

Filipe Vaz Correia