Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Mas Que Pouca Vergonha... (Alegadamente)

 

Começo por aqui escrever, que tudo aquilo em que sustento a minha opinião, é alegadamente fundamentado nas denúncias feitas pelo Director de comunicação do FCP...

E alegadamente porque está na moda sermos hipócritas e cínicos, tratando assuntos que todos já perceberam ser verdadeiros, com as pinças da incerteza.

O que mais uma vez foi revelado por Francisco J Marques, é de uma gravidade indescritível, pois roça na minha opinião os procedimentos mafiosos de uma qualquer quadrilha napolitana.

Aqui não falamos de baixar a nota a árbitros, não se trata de influenciar dentro de túneis ou balneários as equipas de arbitragem ou até de um conluio para saber quem vai arbitrar este jogo ou outro qualquer...

Aqui falamos em devassa escandalosa da vida privada, de espiolhar a vida intima de um Presidente da Liga, atual Presidente da FPF, assim como, as amantes ou conversas de Árbitros profissionais de futebol ao mesmo tempo que na praça pública passamos o papel de moralistas puritanos.

Isto ultrapassa tudo o que se poderia esperar, ultrapassa mesmo os limites do tráfico de influências...

Isto configura na minha opinião, mais do que uma simples pulhice, caracterizada na ausência de carácter dos intervenientes, mas  configura essencialmente um esquema organizado para utilizar em favor de um clube, informações privadas de pessoas que podem influenciar o jogo.

Podem falar do Apito Dourado, no entanto, por muito que queiram recordar esses malfadados tempos, não será com esse escândalo que farão deste menos vergonhoso.

Assim esperemos por mais Emails, por mais provas para demonstrar aquilo que todos já sabemos:

Que o futebol Português está envolvido numa enormíssima pouca vergonha...

Alegadamente, claro!

 

 

Filipe Vaz Correia