Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Esperança...

 

Senhora Dona Esperança;

Já não a vejo faz tempo,

Desde que era criança,

E não entendia o sofrimento...

 

Esperança vã do meu coração;

Curiosa e sem maldade,

Que um dia virou ilusão,

De uma enorme saudade...

 

Esperança maldita, infeliz;

Que busco sem te encontrar,

Num caminho que sempre quis,

Sem saber como caminhar...

 

Esperança, guardada em meus olhos;

Esses que me fazem chorar,

Por tudo o que à volta vejo,

E sofro sem falar...

 

Esperança escondida, emboscada;

Cercada por tantas mentiras,

Que não consegues ser achada,

No meio de tantas feridas...

 

Esperança, não te quero perder;

Quero agarrar-te com a minha alma,

Prender-te sem sofrer,

E amar-te eternamente...

 

E se um dia te encontrar;

Esperança que me fazes sonhar,

Juro nunca deixar,

De te sorrir, ao acordar...