Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Bataclan...

 

Ainda me sinto no meio do escuro;

Daquele turbilhão, sensação,

Que invadiu o meu coração,

Durante esse momento, explosão,

Que virou vazio, escuridão...

 

Explosão de medo, incertezas;

Tantos olhares de estranheza,

Vidas perdidas com a certeza,

Dessa tão triste, tristeza,

Cobardia...

 

Ainda me sinto tremendo;

Deitado, esperando,

Ouvindo e gritando,

Aguardando, rezando...

 

Só eu sei os que morreram;

Os que vivendo, pereceram,

Os que respirando, tombaram,

Estando vivos, desapareceram...

 

Porque não basta morrer;

Para a morte resgatar,

Esse deixar de viver,

Nesse Bataclan a recordar...

 

Já não vivo;

Mas a minha dor será eterna.