Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Angústia...

 

 

 

Palavras ocas;

Na intensa escuridão,

Orelhas moucas,

Maldita solidão,

Dos que sonham,

Sós...

 

Vozes esquecidas;

Lágrimas ensurdecedoras,

Mágoas antigas,

Imagens demolidoras,

Recordando velhas feridas,

Devastadoras...

 

Histórias aprisionadas;

Aprisionando a estranha razão,

Razão desencontrada,

Deste desencontrado coração...

 

Silenciosa amargura;

Expressa em cada linha deste poema,

Outrora ternura,

Desventurado teorema,

Do que um dia foi aventura,

Do que agora é dilema,

Eternamente angústia...

 

Eternamente angústia.

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post