Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caneca de Letras

Caneca de Letras

Ainda Acredito No Jamor!

 

Um jogo de sofrimento, de dúvida constante, de interrogação inquieta...

Jorge Jesus apresentou-se no Dragão num sistema de 3 centrais e não posso dizer que isso me desagrade, que discorde do principio.

Na época passada, o Chelsea de António Conte fascinou-me...

Este Sporting de inicio de época, tinha tudo para jogar assim, para aproveitar a largura de Iuri, a vertigem de Gelson e Podence, a combatividade de Doumbia ou Bas Dost, a precisão de passe de Bruno Fernandes, a geometria de William.

Se não tivesse dispensado o Francisco Geraldes?

Se tivesse aproveitado esse puro talento...

O que poderia ser?

Por essa razão, não posso discordar do principio apresentado no Dragão, da ideia inicial...

Só que não havia Iuri, William, Bas Dost ou Podence.

Existiram sim, contradições insanáveis...

Uma delas foi apresentar este sistema de 3 centrais, mas tendo Battaglia como pivot defensivo do meio campo, abdicando da saída ofensiva, da ligação importantíssima que faz o colectivo despertar e inquietar as linhas defensivas adversárias.

Esta derrota, no entanto, não nos retira da Taça, não nos diminui na eliminatória...

Tudo é possível em Alvalade.

O que mais receio?

Que a equipa tenha estagnado, que não evolua, não cresça...

Pois vejo pouca dimensão ofensiva, pouca agressividade na conquista de bola, no preenchimento dos espaços ofensivos, o que nos estrangula, nos sufoca enquanto colectivo.

Por fim, dizer que Rui Patrício é um gigante na sua posição...

Neste jogo, por mais do que uma vez, amarrou a alma Leonina a esta eliminatória, salvaguardando a nossa esperança.

A sua esperança em estar no Jamor.

Eu acredito!

Ainda acredito...

Saudações Leoninas .

 

Filipe Vaz Correia